S 1000 RR

Bem vindo ao novo Planet Power.

A BMW S 1000 RR revolucionou a classe das superesportivas quando foi lançada em 2009. Agora - seis anos mais tarde - ela encara o mesmo desafio daquele momento. A S 1000 RR modelo 2015 chega reformulada por engenheiros da BMW Motorrad que remodelaram a tecnologia, design e acessórios da motocicleta. O resultado? Em suas origens uma legítima “RR” e, na estrada, uma nova máquina superesportiva.

Um facelift não é o suficiente.

A RR é um grande ícone entre motocicletas superesportivas - e isso se aplica também por seu design. Agora em sua terceira geração, é possível enxergar claramente a sua notoriedade. O afiado flyline, o volume dos contornos e formas perfeitamente equilibrados. Da parte traseira para a parte dianteira, todos os componentes da carenagem foram redesenhados - incluindo o farol, onde foi dada maior ênfase à simetria.

O aumento de potência, o peso reduzido.

A nova S 1000 RR tem uma potência de 199 hp (146 kW) - 6 cv a mais do que sua antecessora. Mas não é somente sua maior potência que a faz mais rápida e ágil. Pesando 204 kg incl. ABS e controle de tração, é cerca de 4 quilos mais leve do que a versão anterior. Além disso, possui um sistema de escape com novo design sem silenciador dianteiro, bem como um nova configuração para aumento de torque, sendo que a curva de potência/torque foi aperfeiçoada e muitos outros detalhes otimizados.

Consistentemente revisada até o último detalhe.

Além de grandes mudanças na concepção e desempenho, são principalmente os detalhes técnicos que permitem que a S 1000 RR dê tamanho salto quântico. Os componentes DDC e DTC receberam uma nova configuração, assim como toda a suspensão. Isso garante uma grande melhora na tração, bem como um melhor feedback para o piloto. A propulsão otimizada é ativada por características tais como o Assistente de Troca de Marcha Pro ( funcionando para passagem de marchas acima e abaixo, sem o acionamento de embreagem) e do atuador eletrônico do acelerador e-gás para um controle mais preciso e direto. O piloto opera estes novos recursos por meio do painel de instrumentos recentemente concebido, que pode ser adaptado ao tipo específico de utilização.

Tudo em tudo: a nova S 1000 RR.

Ao dar uma passo adiante com a nova geração da S 1000 RR, absolutamente todos os componentes foram reavaliados. O resultado é uma superesportiva que ocupará mais uma vez a posição de referência em sua categoria - em outras palavras, uma verdadeira “RR”.